Paróquia Nossa Senhora da Conceição - Porto Alegre, RS

Av. Independência, 230 - Centro - 90035-070 - Porto Alegre - RS

(51) 3224-0622

igrejaconceicao@igrejaconceicao.org.br

Notícias › 08/05/2020

Pela primeira vez em mais de 100 anos Santuário de Fátima não receberá peregrinos no 13 de maio

fatima-4515222-640

Esta semana, o bispo de Leiria-Fátima, o Cardeal Dom António Marto, confirmou a decisão de que a Peregrinação Internacional Anual de maio “vai decorrer, conforme anunciado a 6 de abril, sem a presença física de peregrinos, em nome da prudência para evitar o risco de propagação do novo coronavírus”. Esta será a primeira vez em mais de 100 anos que o Santuário não receberá peregrinos nestas datas.

“Tal como estava previsto, em articulação com as autoridades civis, as celebrações dos dias 12 e 13 de maio, este ano, não podem contar com a presença física dos peregrinos e serão transmitidas pelos órgãos de comunicação social e digital” afirma o comunicado assinado pelo bispo no último domingo, 03 de maio de 2020.

“Estamos conscientes de que um aglomerado imprevisível de pessoas na Cova da Iria, a 12 e 13 de maio, numa altura em que o risco epidêmico é elevado, contraria as orientações das autoridades de saúde, que optaram por fazer um desconfinamento gradual e faseado. Respeitamos, por isso, numa atitude de colaboração com as competentes autoridades civis, as orientações de realizar estas celebrações com uma presença simbólica de participantes: intervenientes na celebração e funcionários do Santuário” afirmou o cardeal Marto.

Dom António ressaltou ainda que “por mais que o nosso coração desejasse estar em Fátima, a celebrar comunitariamente no mesmo lugar, como acontece desde 1917, a prudência aconselha-nos a que desta vez não seja assim”.

“A decisão da Igreja Católica de seguir as indicações das autoridades civis no sentido de suspender as celebrações religiosas decorre da responsabilidade de fazer o que está ao seu alcance para não colocar em perigo a saúde pública, em sintonia com o mandato evangélico do amor ao próximo”.

“Mantemos esta opção dolorosa na expetativa de, quanto antes, podermos ter neste Santuário as multidões que, na alegria da fé, se reúnem para celebrar e rezar”, conclui a missiva de Dom António Marto, publicada no site do Santuário de Fátima.

“As celebrações dos dias 12 e 13 de maio manterão o figurino habitual com Terço às 21h30, seguido da Procissão das Velas. No dia 13 será rezado o Terço, às 9h00, seguido de Missa Internacional e Procissão do Adeus”, informa o site oficial do Santuário www.fatima.pt.

Pela primeira vez na sua história o Santuário de Fátima vai celebrar os dias 12 e 13 de maio sem peregrinos nos seus espaços, devido às medidas propostas pelas autoridades sanitárias em resposta à pandemia de Covid-19 provocada pelo coronavirus.

Peregrinação interior

Por sua parte, o Padre Carlos Cabecinhas, Reitor do Santuário de Fátima, também reconheceu com tristeza a dificuldade causada pela pandemia de COVID-19 que levou as autoridades da diocese e do Santuário a pedir aos fiéis que não fossem a Fátima em maio.

“Este é um momento doloroso: o Santuário existe para acolher os peregrinos e não o podermos fazer é motivo de grande tristeza; mas esta decisão é igualmente um ato de responsabilidade para com os peregrinos, defendendo a sua saúde e o seu bem-estar”, refere o padre reitor.

“Tomar agora esta decisão dolorosa significa procurar criar condições para podermos retomar, o mais rapidamente possível, as peregrinações a este lugar”, sublinhou.

Assim, Pe. Cabecinhas animou os peregrinos que anualmente comparecem a Fátima para os eventos do 12 e 13 de maio, ou que este ano tinham a intenção de comparecer à peregrinação, que realizem uma peregrinação interior, participando dos eventos da Solenidade da Virgem de Fátima através da internet e redes sociais.

“Neste maio, pedimos-vos que não venhais nos dias 12 e 13, mas que façais esta peregrinação pelo coração e que acompanheis a transmissão das celebrações através dos meios de comunicação social, da internet e das redes sociais”, disse o padre reitor.

Segundo informa o Santuário de Fátima, “as celebrações decorrerão no Recinto, que estará encerrado devido às regras sanitárias definidas pelo Governo no contexto da declaração do Estado de Calamidade pública, em articulação com a Conferência Episcopal Portuguesa e que impedem as celebrações religiosas com a presença de fiéis”.

“Para suprir esta impossibilidade de deslocação dos peregrinos à Cova da Iria, o reitor do Santuário desafia-os a fazerem um caminho espiritual a partir de uma proposta concreta de oração para cada dia, que pode ser encontrada no site do Santuário em www.fatima.pt e nas redes sociais do santuário, a partir desta segunda feira à tarde e, diariamente, até dia 13 de maio”, afirma a nota publicada no site oficial do santuário português.

As missas com público em Portugal poderão ser retomadas a partir do 30-31 de maio, véspera da Solenidade de Pentecostes, informou um recente comunicado da Conferência Episcopal Portuguesa após a Resolução do Conselho de Ministros n.º 33-C/2020, que trata de uma série de medidas para o período de desconfinamento no país. Entre elas, estão as que serão aplicadas às cerimônias religiosas com público.

O reinício das celebrações comunitárias será feito de acordo com regras a serem estabelecidas pelas autoridades da Direção Geral de Saúde e da Igreja Católica, salienta o comunicado dos bispos portugueses.

Ainda segundo o comunicado da CEP, publicado neste 02 de maio, a data de retomada das missas com o público ainda não está confirmada. Esta “depende da avaliação que o Governo se propõe fazer da situação, nesta primeira etapa do desconfinamento”.

“Neste mês de Maio, imploramos a bênção do Senhor e a intercessão da Virgem Maria, para que sejamos livres deste grande flagelo, próximos daqueles que são mais afetados pelas dificuldades, orientados pela fé, diligentes na caridade e guiados pela esperança do Senhor ressuscitado que estamos a celebrar neste tempo de Páscoa”, termina o comunicado da CEP.

Até o momento Portugal registou 25 702 casos confirmados de COVID19. Até o fechamento desta edição um total de 1743 enfermos se recuperaram e 1074 faleceram.

Via ACI Digital

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

NewsletterFique por dentro das novidades

X